Fale Conosco

Blog

5 ideias prontas de startups que foram compradas por investidores

O número de startups que obtêm êxito vem crescendo a cada dia, mas, ainda assim, nem todo investidor está convencido de que apostar em uma delas pode ser um bom negócio.

Por outro lado, as grandes corporações têm se mostrado mais positivas ao ecossistema das startups e interessadas nos novos empreendedores. E essas empresas, que se mostraram ousadas e abertas para a inovação, já tiveram bons resultados apostando nas ideias prontas de startups.

Para ter uma noção, o Google já comprou mais de 80 startups e a Microsoft também vem incorporando pequenos empreendimentos ao seu ecossistema.

Portanto, se você pensa em investir, mas ainda não está certo disso, conheça 5 ideias prontas de startups que foram compradas por investidores e que resultaram em grandes sucessos de negócio. Confira!

5 ideias prontas de startups que foram compradas por investidores

1. Pagamento online

O PayPal é um dos grandes cases de sucesso que pode inspirar tanto um empreendedor quanto um investidor. Famoso por ser uma forma segura de pagamento online, o PayPal foi fundado em 1998, nos Estados Unidos, por Peter Thiel e Max Levchin, e contou em 2000 com a entrada de um sócio ilustre, ninguém menos que Elon Musk.

O sistema de compras e pagamento online foi bastante inovador e pioneiro na época. Até que o eBay resolveu apostar na ideia e comprou a startup em 2002, continuando com o sucesso que conhecemos até hoje.

2. Tecnologia aplicada à saúde

A Hi Technologies é uma tecnologia da área da saúde que inovou no serviço de exames laboratoriais e monitoramento dos sinais vitais, por meio de um aparelho simples que se assemelha a um tablet.

Com ela, os profissionais da saúde podem se conectar aos pacientes por meio da telemedicina. A startup curitibana atraiu a atenção do mercado, tendo recebido diversos prêmios pelo empreendimento.

Com o sucesso, o grupo Positivo resolver ousar e apostar nessa promissora área, comprando 50% da startup. De um lado, os novos empreendedores continuam no processo criativo dos produtos e serviços e, de outro, a empresa fica por conta da gestão e dos processos do empreendimento. Assim, a parceria promete ainda mais crescimento.

3. Gestão na nuvem

A Contabilizei é uma startup que oferece uma plataforma online de contabilidade para pequenas empresas. Simples e fácil de usar, o sistema é feito por meio da computação na nuvem. A ideia da startup atraiu grandes investidores, como o fundo Kaszek Ventures, o e.Bricks Ventures e o fundo internacional Endeavor Catalyst.

A ContaAzul é outra startup de gestão financeira online, que oferece uma plataforma de gestão na nuvem para micros e pequenas empresas, tendo se tornado um negócio altamente escalável.

No mesmo segmento, a startup Zero Paper ajuda profissionais autônomos, empreendedores individuais e pequenas e microempresas a controlarem as finanças dos negócios mesmo sem muito conhecimento no assunto. O sucesso do sistema, com seus milhares de usuários, resultou na compra dessa startup brasileira pela Intuit, uma empresa americana de softwares de gestão financeira.

4. Inteligência artificial

Setor que vem crescendo e se tornando um dos mais promissores para os próximos anos, a inteligência artificial é aplicada pelas startups em inúmeros campos, como saúde, indústria de automóveis e até varejo.

Principalmente as grandes empresas, como Google, Apple e Intel, são atraídas por ideias prontas de startups, já que precisam das novas mentes empreendedoras para inovarem e manterem-se triunfando no mercado.

Um exemplo é o caso da Ford, que investiu na Argo, uma startup de inteligência artificial que visa transformar os automóveis em carros autônomos.

5. Site de empregos

O Love Mondays é um site brasileiro que ajuda os profissionais a conhecerem as empresas, os salários pagos e a candidatarem-se a vagas de empregos. Fundado em 2014 por Luciana Caletti, a startup teve um grande crescimento em pouco tempo.

Além dos grandes aportes e investimentos recebidos, o Love Mondays deu um novo passo em 2016, com a venda da empresa para o portal Glassdoor. A fundadora permanece na liderança e na execução da startup, de modo que o modelo da transação favorece os dois parceiros.

Essas são apenas algumas das ideias prontas de startups que foram compradas por grandes empresas, resultando em grandes sucessos.

Como você pode ver, inserir-se no ecossistema do empreendedorismo significa não apenas adaptar-se às transformações do mercado, mas também estabelecer parcerias inovadoras e disruptivas para melhores resultados.

Benyamin Fard Escrito por Benyamin Fard

CEO da Spin