Fale Conosco

Blog

Resultado da aceleração: Startup Iofish

A Iofish, de Jaraguá do Sul, é uma startup catarinense que criou uma plataforma de “internet dos peixes”. Essa tecnologia pioneira é voltada para a gestão na aquicultura.

O sistema tem por objetivo trocar as planilhas feitas com o velho papel e caneta por um aplicativo que otimiza os processos e traz melhorias para o controle da criação de peixes e camarão.

André Nascimento, idealizador do projeto, identificou a necessidade de mercado e levou inovação e tecnologia para as lagoas e tanques de produção de peixes em cativeiro. Com a plataforma online é possível:

  • Coletar os dados do cultivo;
  • Acessar e gerir informações em tempo real;
  • Criar relatórios para análise.

Tudo isso, traz maior assertividade nas decisões do produtor. Além disso, o controle dos gastos, quantidade de ração, temperatura da água, nível de oxigênio e amônia e demais dados se torna mais preciso com o Iofish.

Assim, o produtor consegue criar melhores condições do ambiente para reduzir perdas e potencializar o desenvolvimento dos peixes, aumentando sua lucratividade.

A Iofish foi uma das 6 startups aceleradas em nosso primeiro ciclo, o que ajudou a startup alavancar no mercado. Saiba mais sobre o processo e o resultado da aceleração!

O resultado da aceleração da Iofish com a Spin

A startup procurou a Spin ainda nos primeiros passos do projeto. Com os benefícios do programa de aceleração, conseguiu avançar rapidamente. Estruturou seu modelo de negócio, ajustou a combinação tecnológica a ser utilizada, e recebeu reconhecimento das grandes mídias e perspectiva de crescimento no mercado.

Veja o processo da aceleração e seus resultados!

Como estava antes da aceleração?

Antes do processo de aceleração com a Spin, a Iofish estava em fase de MVP (Minimum Viable Product ou Produto Minimamente Viável, em português).

Estava, portanto, nas primeiras etapas do processo de desenvolvimento do projeto. Passando, portanto, em testes primários, coleta de dados sobre clientes e outras experimentações. Tudo isso, para confirmar a viabilidade prática do produto e do negócio.

Como está agora?

Com a aceleradora, a Iofish passou pela fase de testes e aperfeiçoamento. Já com o protótipo funcional, englobando as partes hardware e software do produto. O aplicativo já está pronto para as validações finais e para entrar no mercado.

Ele funciona como uma plataforma online, cujo acesso se faz por meio de uma assinatura. Junto ao app, o produtor necessita apenas de uma sonda wi-fi para o processamento do software, que também é comercializada pela Iofish.

O que ganhou?

Com a Spin Exponential Business, a startup teve acesso aos programas de mentoria, cursos, coaching, e todo o planejamento do projeto foi rediscutido.

A Iofish também contou com o apoio para a estruturação do modelo de negócio, para o processo de monetização e para a elaboração da estratégia go to market. Tudo isso, tornou a startup mais preparada e com melhor planejamento para chegar ao mercado com maior sucesso.

O novo app também recebeu grande exposição na mídia qualificada, contribuindo para uma perspectiva de grande alcance no mercado.

No que evoluiu?

A aceleradora Spin conta com uma ampla rede de contatos, promovendo o networking e mentorias especializadas. Medidas necessárias para uma startup se consolidar.

Com a possibilidade de encontros exclusivos com empresários e investidores, a Iofish evoluiu sobretudo quanto ao alinhamento de potenciais parceiros e fornecedores, com a conquista da parceria ideal e rumo aos melhores resultados.

E aí, gostou de saber mais sobre o resultado da aceleração da Iofish? Também quer lançar sua startup no mercado e obter resultados rapidamente? Então, não perca mais tempo. Fale com a Spin e acelere o seu negócio!

Benyamin Fard Escrito por Benyamin Fard

CEO da Spin